Pages

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Bullying Virtual

 A Internet que a gente tanto ama, às vezes inferniza a vida. Vou contar um caso de uma garota que  está sofrendo bullying virtual, e lógico, está chateadíssima.

“Ultimamente tenho recebido mensagens anônimas no formspring que têm me magoado. Essa pessoa fala muito mal de mim, eu apago as mensagens, mas ele/ela responde e todo mundo acaba lendo. Isso já está me incomodando muito e não sei o que fazer, principalmente porque são mensagens anônimas. HELP ME!”

 Eu já acho bullying uma atitude covarde, o que dizer do bullying virtual. Se esconder atrás do anonimato que a Internet oferece e sair falando o que bem quiser é a coisa mais fácil do mundo….e também a mais baixaaaaa. Coisa de gente maldosa,  e imatura.
ODEIO. Bullying virtual é abuso e a gente tem que ficar bem esperta em relação a ele.
Primeiro, é preciso aprender a se proteger. Eu sei que o mais legal da rede é a possibilidade de encontrar uma infinidade de pessoas que você provavelmente não conheceria na vida off, mas deixar seu perfil escancarado para quem quiser ver é um risco. Por isso, aconselho vocês a sempre ficarem atentas às “preferências de privacidade”. Praticamente todas essas redes sociais oferecem ferramentas para você controlar quem pode ou não acessar o seu perfil. Aprenda a usá-las e se proteja. O ideal é sempre colocar algum tipo de filtro.
No formspring (e em outras redes), além de você poder determinar que apenas seus amigos tenham acesso à sua página, existe também a possibilidade de bloquear os chatos de plantão. Viva o BLOCKkkkkk! Se nem assim você conseguir espantar o/a idiota, apague sua conta e faça um novo perfil. É o jeito.
No mais, acho que a gente tem que se mexer para combater essa praga!!

Aproveito para convocar todas vocês a aderirem à campanha da CAPRICHO:  
Sobreviventes do bullying: contem tudo!
beijo enorme.

2 comentários:

Anônimo disse...

é isso aiii não a essa idiotice

thay disse...

Temos que divulgar e combater o bullying virtual , para não sermos as vítimas....

Postar um comentário